sexta-feira, 18 de agosto de 2017

MLVerão2017 - 2ª Atualização

Após nova longa ausência, estou finalmente de volta. Achei que não fazia muito sentido vir atualizar os meus progressos na maratona estando presa no mesmo livro, portanto decidi esperar um pouco e voltar com mais novidades.

Caso não se recordem, podem ver os livros lidos e a TBR para a maratona aqui.


Este livro foi lido para o desafio "Ler um livro com mais de 500 páginas". A minha TBR Jar pareceu interpretar isso como "ler o maior livro que tens na estante", e cuspiu o nome deste gorducho de 1327 páginas.
Foi por volta da página 200 deste livro que se iniciou uma reading slump tremenda (demorei 1 mês e 3 dias para o ler). Estava a gostar da história e até tinha curiosidade em saber o desenrolar da mesma, mas não tinha vontade absolutamente nenhuma de pegar em livros. Quando consegui ultrapassar a preguiça, a leitura fluiu de uma forma relativamente rápida. Gostei bastante deste livro. Adorei ler Stephen King em inglês, tanto que acho que não volto a comprar um livro dele traduzido.
Atribuí-lhe uma classificação de 4*.


Depois do calhamaço resolvi olhar para a TBR e tentar pegar nalguma coisa que me fosse mais familiar - e foi este o resultado, para o desafio "ler um livro publicado antes de teres nascido".
Há já muito tempo que não lia Agatha Christie, e fiquei novamente maravilhada com as ideias desta senhora. Tinha uma desconfiança em relação ao assassino, mas não fazia ideia de todo o trabalho que o mesmo teve para tudo decorrer da maneira que decorreu.
Atribuí-lhe uma classificação de 5*.


Depois, para uma leitura mais leve, escolhi este da Rainbow Rowell. A minha experiência anterior com a autora não tinha sido muito feliz, mas este livro fez-me reconsiderar a possibilidade de a voltar a ler no futuro.
Li-o para o desafio "ler um livro para terminar num dia", e esse feito é facilmente atingido. É cheio de clichés e extremamente previsível, mas giro.
Atribuí-lhe uma classificação de 4*.


O último desafio concluído foi o 16º, com este livro. Antes de ler a sinopse achava que ia ser algo muito querido, por causa dos pezinhos de bebé da capa.
Há bastante tempo que não lia nada de Jodi Picoult, e tinha-me esquecido de como os seus livros mexem sempre comigo. Este, em particular, provocou-me uma raiva tremenda, indignação, tristeza, revolta... Penso que nem consigo nomear tudo. Se alguém estiver na dúvida se deve ou não ler, recomendo-o vivamente.
Atribuí-lhe uma classificação de 5*.

Neste momento tenho 9 desafios de leitura e 1 desafio das redes sociais completo (podem ver no nosso Instagram @blogsomaisumapagina), com um total de 4621 páginas.

Beijinhos e boas leituras


Sem comentários:

Enviar um comentário